Através de apresentações culturais, Educandário Batista debate a violência contra as mulheres

0
375

O Dia Internacional da Mulher foi mais que uma homenagem no Educandário Batista. Através da iniciativa do corpo docente da instituição, alunos realizaram apresentações pela manhã, sobre a questão da violência contra as mulheres.

O exemplo da professora cearense Maria da Penha, que ficou tetraplégica após agressões de seu marido, foi lembrado pelos alunos em suas apresentações. Hoje cadeirante, Maria da Penha nomeia a lei criada durante o governo Lula (PT), para proteger as mulheres.

Além de Maria da Penha, outros exemplos foram apresentados pelos alunos, ressaltando a importância da igualdade entre os gêneros.

As apresentações também serão realizadas no turno da tarde. Segundo a gestão, a escola busca promover o diálogo entre os alunos sobre o tema, promovendo apresentações e aulas temáticas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here