Candidatos ao Governo se preparam para a eleição

0
90
Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Após as convenções partidárias e o início do prazo de registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os candidatos ao Governo de Pernambuco possuem cerca de dez dias para alinhar estratégias e organizar a campanha propriamente dita, que se inicia a partir de 16 de agosto. Até lá, os postulantes seguem articulando com aliados e realizando atos partidários fechados.

Candidato à reeleição, o governador Paulo Câmara (PSB), líder da “Frente Popular”, vai se dividir entre agendas administrativas, encontros com aliados e eventos partidários, como os realizados na última semana em Paulista, Cabo e Abreu e Lima, ambos na Região Metropolitana. A partir do dia 16, o socialista terá de manter as agendas relativas à gestão e realizará atos de campanha fora do horário administrativo – como café da manhã, almoço, à noite e nos fins de semana.

Os coordenadores da campanha de Câmara são o deputado Nilton Mota, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e o chefe da Assessoria Especial de Câmara, Antônio Figueira, ambos do PSB, além do coordenador operacional Gustavo Melo.

O senador Armando Monteiro Neto (PTB), que comanda a frente “Pernambuco Vai Mudar”, terá que conciliar a agenda pública e as atividades do Senado. Mesmo adotando a estratégia de “esforço concentrado”, escolhendo datas específicas para fazer reuniões ordinárias, o Congresso terá pautas prioritárias durante o mês de agosto.

A agenda oficial, a partir do dia 16, entretanto, será definida conjuntamente com o recém-escolhido coordenador geral da campanha, o prefeito de Igarassu, Mário Ricardo (PTB), com a contribuição dos integrantes do PTB, João Batista e Cícero Moraes. O comitê de Armando será em Boa Viagem, onde será concentrado o ponto de apoio com material de campanha.

Com o anúncio da chapa “Pernambuco Que Você Quer”, encabeçada pelo ex-deputado Maurício Rands (PROS), de última hora, os dias que se seguem até o prazo inicial para a campanha de rua serão de reunião de planejamento para montar equipe e estratégia. Neste ínterim, Rands deve viajar a Washington, nos Estados Unidos, para se desligar da Organização dos Estados Americanos. Nos últimos dias, o grupo se ateve à construção da chapa majoritária e ainda não definiu as linhas mestras da campanha, nem quem será o coordenador.

O ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, que disputa pela Rede Sustentabilidade, vai adotar um formato de campanha itinerante e, para definir o roteiro a percorrer pelo Estado, contará com a ajuda do empresário Antônio Souza, que desistiu de pleitear o Senado e ficará com a coordenação de campanha. “Estamos organizando uma van grande, vamos fazer uma grande caravana pelo Estado. A nossa ideia é ir de encontro ao eleitor e, por isso, optamos por não ter um comitê específico”, explicou o candidato.

Já “A Esperança Vence o Medo”, da professora Dani Portela, utilizará o tempo até o início oficial da campanha para realizar os encontros do movimento “Se A Gente Governasse Pernambuco”, com a finalidade de construir o programa de governo. Cada membro da chapa indicou integrantes para o conselho da campanha, que será coordenada pelo advogado Jesualdo Campos. A candidata Simone Fontana, do PSTU, afirmou que continuará no esforço conjunto do partido fazendo a pré-campanha nas redes sociais e no corpo a corpo. A candidata terá como ponto de apoio a sede do partido, na Boa Vista.

Blog da Folha 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here