Sport bate o Paraná e quebra jejum, mas continua no Z4

0
105

Não foi uma grande atuação, mas na atual fase do Sport, o 1×0 aplicado no Paraná, neste domingo (02), na Ilha do Retiro, foi comemorado como goleada. Após 11 jogos sem vencer, num jejum que começou ainda antes da Copa do Mundo, o Leão voltou a vencer no Brasileirão 2018. Apesar do triunfo, os rubro-negros não conseguiram deixar a zona de rebaixamento, somando agora 23 pontos. Já o Paraná permanece na lanterna da competição, com apenas 15 pontos conquistados. Os leoninos voltam a campo nesta quarta-feira (05/09), diante do Bahia, na Fonte Nova.

Dentro de campo, a necessidade da vitória por parte das duas equipes fez com que o ritmo de jogo fosse acelerado desde os primeiros minutos de bola rolando. Com mudanças na zaga e meio de campo, o Sport não conseguia segurar o ataque do Paraná. Tanto que logo aos cinco minutos de jogo os visitantes quase abriram o placar. Após falta cobrada, Magrão espalmou e Cléber Reis cabeceou no travessão, com a zaga afastando a bola em seguida. Passado o susto, o Leão respondeu da melhor forma possível: com gol. Aos 14 minutos, em descida pela esquerda, Rogério cruzou rasteiro e Gabriel pegou de primeira, tocando no canto do goleiro e abrindo o placar.

Apesar de pular na frente do marcador, os rubro-negros voltaram a mostrar falhas defensivas, levando sorte pela má qualidade de finalização do Paraná. E quando o erro não aconteceu com os jogadores, o assistente tratou de limpar a barra dos pernambucanos. Aos 23, em posição legal, Grampola marcou de cabeça, mas Marcus Vinícius Gomes anulou o tento equivocadamente. O Sport respondeu novamente, com Andrigo perdendo duas boas chances. Com uma marcação frouxa dos rubro-negros no meio de campo, os paranaenses também conseguiam criar. Aos 40, Nonoca errou passe forçado, gerando contra-ataque para Magrão salvar ao sair nos pés de Carlos.

Na etapa final, Nonoca sentiu o cansaço e Neto Moura foi o escolhido para a vaga. A alteração melhorou a saída de jogo do Leão, mas continuou gerando espaços na marcação. Tanto que aos seis minutos Júnior teve liberdade para ajeitar e mandar uma bomba de fora da área, acertando o travessão de Magrão. Novamente, o Sport respondeu rápido, com Rogério também acertando lindo chute para o goleiro Richard fazer linda defesa. Um dos melhores em campo, Rogério se esgotou fisicamente e aos 25 minutos deu lugar a Marlone, que não conseguiu acrescentar muita coisa ao jogo.

Aos 32 minutos, Eduardo Baptista resolveu se fechar de vez tirando o meia Gabriel para acionar o zagueiro Ronaldo Alves, passando a atuar com três homens na zaga. Com o risco de “chamar” muito o Paraná, o comandante leonino quase foi castigado aos 41 minutos, quando Nádson limpou de Cláudio Winck e mandou um lindo chute para uma grande defesa de Magrão. No rebote, Carlos mandou para fora, cravando a vitória leonina após 11 jogos de jejum.

Folha de Pernambuco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here