O ex-prefeito de Chã Grande Daniel Alves (PSC) pode se tornar inelegível por pelo menos oito anos. A decisão sobre o futuro do político sairá nesta quarta-feira (15), em sessão ordinária na Câmara de Vereadores, que vai analisar as contas do exercício 2015 do então gestor. O parecer do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) recomenda a reprovação aos vereadores.

Caso a Câmara de Chã Grande siga o parecer do TCE-PE, o ex-prefeito será enquadrado na Lei da Ficha Limpa, aprovada ainda em 2010. Com isso, o político poderá enfrentar complicações para tentar emplacar legalmente uma possível candidatura no município de Gravatá. Desde a derrota nas eleições de 2018, Daniel Alves vem apontando a cidade vizinha como seu futuro. Transferiu seu título e até realizou evento de filiação ao PSC, no conhecido Salão 3S.

E a situação pode ficar ainda mais complicada para Daniel Alves. Além de 2015, a Câmara de Vereadores já conta também com o parecer do TCE-PE sobre as contas de 2016, também recomendando a reprovação por parte do legislativo. Esta última, porém, ainda não tem data definida para a apreciação por parte dos parlamentares.

Votação - Segundo a Câmara de Chã Grande, a sessão desta quarta-feira será exclusivamente para a apreciação do parecer do TCE-PE sobre a prestação de contas de 2015 do ex-prefeito Daniel Alves. Por isso, não haverá pauta neste dia.

A sessão será aberta pelo presidente no momento em que houver quórum para votação. A partir deste momento, o mandatário da Casa Paulo Viana de Queiroz dá sequência aos trâmites, com leituras dos pareceres e de defesa, abrindo espaço para a discussão entre os vereadores. O passo seguinte será a votação, por ordem alfabética e de forma nominal, ou seja, os parlamentares dizem se aprovam ou reprovam o parecer do órgão.

Ao final, o presidente da Casa faz a divulgação do resultado, encerrando a sessão com a definição por parte da Câmara sobre a situação do ex-gestor. Todo o conteúdo da sessão é encaminhado então para o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, dando sequência ao processo.